Tartarugas Tigre d’Água – Como identificar macho e fêmea !

•14/05/2009 • 1 Comentário

Uma maneira popular de se identificar se o animal é macho ou fêmea é o formato do plastrão(ou Casco é o nome do escudo ventral característico do jabuti e de outros tipos de répteis. Nos machos ele é côncavo e nas fêmeas é convexo. Isso facilita o procedimento da cópula, de modo que o macho possa encaixar-se sobre a fêmea. Para isto, é importante que o macho seja maior do que a fêmea). Na verdade, apenas as espécies terrestre e ainda depois de alguns anos de vida é que apresentam diferenças entre macho e fêmea. Os machos possuem pênis que fica introduzido na cauda e fica aparente somente durante o acasalamento quando é introduzido na cloaca da fêmea. Em média são produzidos 9 ovos de cada vez. Os ovos são enterrados em um ninho escavado no chão.

Tartarugas Tigre d’Água

A incubação varia de 2 a 4 meses, e o filho nasce pesando 11 gramas e com 3,5 cm de carapaça. Quando chegam na maturidade sexual os machos (que tornam-se adultos após 2 anos) adquirem uma coloração escura enquanto as fêmeas (que tornam-se adultas após 5 anos) continuam esverdeadas. Os machos tem as unhas das patas dianteiras bem maiores do que a das fêmeas e as utiliza nos preparativos do acasalamento nadando de frente para a fêmea e estimulando a parceira, roçando as pontas de suas unhas em seu focinho. O sexo dos filhotes de tartarugas é determinado pela temperatura da areia durante a incubação: temperaturas mais baixas apresentam o nascimento de machos e mais altas de fêmeas.

hasta la vista!

Tartaruga com deficiência física volta a nadar com ajuda de prótese!

•09/04/2009 • 1 Comentário
Tartaruga consegue se locomover na água graças à prótese (Foto: Eric Gay/AP)

Tartaruga consegue se locomover na água graças à prótese (Foto: Eric Gay/AP)

A tartaruga Allison, resgatada no mar com apenas uma de suas patas intacta, agora consegue nadar de forma eficiente garaças a uma prótese desenvolvida por uma companhia americana.

Ela está em South Padre Island, no Texas (EUA). Agora, com a peça, que contém uma barbatana artificial, Allison consegue avançar em linha reta. Antes, com uma única pata, só podia nadar em círculos. É a primeira prótese bem-sucedida de uma tartaruga. Testes anteriores com nadadeiras feitos pelo grupo fracassaram.

Continue lendo a matéria

– fonte www.globo.com

Aquaterrário para Tartaruga tigre d’agua

•03/04/2009 • 7 Comentários

A água deve ser suficientemente profunda para as tartarugas poderem mergulhar. Como regra prática podemos dizer que a profundidade deve ser equivalente à altura da carapaça.
Dependendo da espécie, a temperatura deve-se situar entre 20 e 28 °C. Para o aquecimento da água é recomendado um irradiador, pois aquecedores com termostato, utilizados em aquários, são facilmente danificados pelas tartarugas mais fortes.

As tartarugas aquáticas necessitam de uma combinação entre um terrário e um aquário, denominado aquaterrário, composto por uma parte terrestre e a outra com água.

A zona terrestre deve oferecer espaço suficiente para as tartarugas poderem apanhar banhos de sol. Deve medir o comprimento e a largura  das suas tartarugas e só então planear as dimensões da área. Seja generoso e tenha em consideração o tamanho que irão atingir os animais jovens.

Aquaterrário para Tartarugas Tigre D'agua

Aquaterrário para Tartarugas Tigre D'agua

Deve construir uma rampa suave (pedras) que permita que os animais entrem e saiam facilmente da água. Não use pedras com arestas, para que os animais não se magoem.

O aquaterrário não deve ser decorado com raízes ou plantas, pois isso dificultará os movimentos das tartarugas, para além delas se poderem magoar ao tentarem remover coisas que estão no seu caminho.

As tartarugas gostam de comer plantas. Evite que estejam plantas venenosas perto do (aqua-) terrário! Mesmo que as tartarugas não cheguem às plantas existe sempre o risco da queda de folhas. Ao comprar plantas pergunte ao seu vendedor se elas são venenosas para os seus animais.

Próximos Post ensinarei como costruir do Zero um Aquaterrário para suas Tartarugas.

Hasta la vista

Tartaruga gigante de casco mole de Cantor .(Pelochelys cantorii)

•03/04/2009 • Deixe um comentário

O Pelochelys cantorii, ou a “Tartaruga gigante de casco mole de Cantor “, são um dos animais mais incomuns na terra e certamente uma das tartarugas que apresenta uma peculiaridade, a falta de um casco rígido. Contudo poucos povos viram ou sabem sobre ela. Não é uma tartaruga de mar, ela prefere habitar o interior, perto dos córregos e dos pantanais.

Pelochelys Cantorii adulto

Pelochelys Cantorii adulto

Estes bizarros animais são encontrados em terra, movendo-se lentamente nas proximidades de rios. A tartaruga gigante de casco mole de Cantor pode atingir mais de 2 metros e pesar mais de 50 kg. São nativos na Cambodia mas são muito raros. Este animal ja surpreende a todos por suas caracteristicas especiais, que tal uma tartaruga dessa espécie filhote e ainda por cima albina?

Plochelys Cantorii Albina filhote

Plochelys Cantorii Albina filhote

Hasta la vista

Verme gigante ataca corais em aquário britânico!

•02/04/2009 • Deixe um comentário

Funcionários de um aquário no sul da Grã-Bretanha descobriram, após meses de busca, que um verme marinho gigante vinha destruindo uma barreira de corais em exibição no local.

verme gigante

Os funcionários do Blue Reef Aquarium, em Newquay, notaram que muitos dos corais haviam sido danificados, mas não conseguiam saber por quê. Eles passaram semanas protegendo e vigiando o local, sem achar a fonte dos estragos, até que decidiram revirar a barreira de corais, separando cada rocha uma a uma. Ali eles encontraram um verme marinho da espécie Eunice aphroditois de cerca de 1,2 metros de comprimento.

 

Continue lendo a matéria

– fonte www.globo.com

Hasta la vista

Peixe – Robô

•23/03/2009 • Deixe um comentário

Um peixe-robô desenvolvido por cientistas britânicos deve ser lançado em 2010 no mar do norte da Espanha para detectar poluição. Se o teste dos primeiros cinco peixes-robôs no porto de Gijon, norte da Espanha, for bem sucedido, a equipe espera que eles sejam utilizados em rios, lagos e oceanos ao redor do mundo.

Peixe-robô

Os robôs em formato de carpa, que custam 20 mil libras (US$ 29 mil, cerca de R$ 65 mil) a unidade e medem 1,5 metro de comprimento, imitam o movimento de peixes reais e são equipados com sensores químicos para descobrir potenciais poluentes perigosos, como vazamentos de embarcações ou oleodutos submersos.

Peixe - robô2

Peixe-robô3

 

Continue lendo a matéria

– fonte www.terra.com

Hasta la vista

Filhotes de tartaruga erram o caminho e invadem restaurante italiano !

•18/03/2009 • Deixe um comentário

Cerca de 60 filhotes de tartaruga erraram o caminho durante seu ritual de passagem para o mar e marcharam bravamente em direção a um restaurante italiano em Roma. Segundo especialista, elas foram atraídas pelas luzes do restaurante.

 filhote de tartaruga

As pequenas tartarugas, que acabaram invadindo as mesas do restaurante situado à beira da praia, foram atraídas pelas luzes artificiais do estabelecimento e acabaram se desviando da rota original, diz Antonio Colucci, que foi chamado para socorrer os animais. As tartarugas estão sendo coletadas pelos ativistas e colocadas em direção ao mar, para que nesta noite não aconteça a mesma coisa e as tartarugas acabem seguindo as luzes dos restaurantes em vez de seguir sentido ao mar.

Continue lendo a matéria

– fonte www.globo.com

Hasta la vista

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.